Blog

Como gerenciar os equipamentos de proteção coletiva em minha empresa?

19 de abril de 2022

Compartilhe

Equipamento de proteção coletiva

As medidas de segurança na empresa são fundamentais para promover a saúde e a segurança dos trabalhadores. Para garantir uma proteção eficaz dos funcionários, existe o equipamento de proteção coletiva (EPC) — todo dispositivo ou sistema capaz de proteger coletivamente os colaboradores, zelando pela saúde como um todo e pela integridade física.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Brasil é um dos países com maiores registros de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais mundialmente falando — ocupando a quinta posição no ranking. Nesse cenário, os EPCs são capazes de desempenhar um importante papel para reduzir estes números.

Neste artigo, você verá os objetivos do EPC, como ele deve ser usado, em qual tipo de ambiente é adequado, qual a diferença entre ele e o EPI (equipamento de proteção individual), em quais situações deve ser usado e, enfim, como os equipamentos de proteção coletiva devem ser gerenciados. Boa leitura!

Quais são os objetivos do equipamento de proteção coletiva?

De maneira geral, os equipamentos de proteção coletiva visam a manutenção da segurança dos trabalhadores em conjunto. Mas nós podemos esmiuçar os objetivos dos EPCs em:

  • proteger o trabalhador ou qualquer pessoa que esteja passando pelo ambiente de qualquer acidente que possa acontecer;
  • reduzir ou anular os riscos comuns a todos os colaboradores que estiverem no mesmo ambiente de trabalho;
  • minimizar perdas e aumentar a produtividade do funcionário — já que o trabalho ficará mais seguro;
  • não gerar incômodo ao funcionário (o que pode acontecer com alguns EPIs);
  • não requerer fiscalização de uso (como se faz com os EPIs);
  • proteger vários trabalhadores ao mesmo tempo.

Qual a diferença entre EPC e EPI?

Ambos são equipamentos de proteção, mas enquanto o primeiro engloba um grupo de pessoas, o segundo visa salvaguardar o funcionário individualmente. Abaixo, as definições de cada um.

EPC

Seu objetivo é a proteção do ambiente de trabalho com medidas de segurança adotadas para eliminar ou diminuir os riscos ambientais identificados pela NR 09, que também estabelece as medidas de proteção coletiva. Os EPCs garantem essa proteção de forma muito eficiente.

Já a NR 04 — Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) aplica o conhecimento em Saúde e Segurança do Trabalho (SST), visando reduzir ou erradicar os riscos constantes nas empresas.

20 tipos de Equipamento de Proteção Coletiva

Exemplos de EPC

São considerados equipamentos de proteção coletiva, os itens:

  • placas de sinalização (de obrigação, de perigo, de aviso, de emergência);
  • kit de primeiros socorros, de medicamentos e de emergência;
  • barreiras contra luminosidade e radiação;
  • sinal sinalização de saída de emergência;
  • sistema de controle de temperatura;
  • chuveiros de emergência;
  • mangueiras e hidrantes;
  • sinal acústico (alarme);
  • sistemas de ventilação;
  • extintores de incêndio;
  • isolamento acústico;
  • cones e cavaletes;
  • redes de proteção;
  • capela química;
  • máscara de gás;
  • desfibrilador;
  • guarda corpo;
  • plataformas;
  • exaustores;
  • lava-olhos;
  • corrimão;
  • alarmes;
  • grades;
  • maca;
  • fitas etc.

EPI

O equipamento de proteção individual (EPI) visa a proteção individual de cada usuário. Além disso, ele reforça a proteção quando os EPC’s não garantem a segurança necessária na função exercida.

Segundo a NR 6, a empresa é obrigada a fornecer os EPIs gratuitamente a todos os funcionários. Além disso, é fundamental que o equipamento seja adequado ao risco existente e esteja em perfeito estado de conservação para não expor o funcionário aos riscos devido a falhas no equipamento.

São exemplos de equipamento de proteção individual, os itens:

  • proteção para a cabeça: capacete de segurança, boné, capuz, balaclava (gorro que cobre toda a cabeça e face);
  • proteção para as vias aéreas respiratórias e pulmonares: respirador;
  • proteção do tronco: coletes, aventais e camisetas anti-chamas;
  • proteção auditiva: protetor auricular, abafadores de ruídos;
  • proteção dos raios solares: bonés, camisetas, filtro solar;
  • proteção para as pernas: calçados, calças de segurança;
  • proteção para o rosto e os olhos: óculos, máscaras;
  • proteção para os braços: luvas, braçadeiras;
  • entre outros.

Como usar o equipamento de proteção coletiva?

O EPC é usado para garantir a proteção coletiva, ou seja, de todos os trabalhadores de um setor da empresa, lembrando que um único equipamento protege vários funcionários. Por outro lado, em se fazendo a necessidade do EPI, este também deve ser utilizado. Ele protege cada funcionário de forma individual.

Lembrando que, mesmo quando o uso de EPI não é obrigatório devido à natureza da ocupação, às vezes pode acontecer de não ser possível controlar os riscos ocupacionais somente com EPC. Se isso acontecer, o Equipamento de Proteção Individual deve ser adotado para garantir a segurança dos funcionários perante perigos da função do trabalhador na empresa.

Em quais situações usar o EPC?

O uso do equipamento de proteção coletiva é fundamental em diversos setores, entre eles:

  • locais em que os profissionais ficam expostos à alta-tensão, como manutenção de redes elétricas;
  • locais com potencial de formação de gases, que requerem sistemas de exaustão;
  • locais com atividades em que os trabalhadores ficam expostos à radiação (ionizante ou não);
  • bases de armazenamento de derivados de petróleo;
  • refinarias e plataformas de exploração petrolífera;
  • ambientes fechados com excesso de ruídos;
  • hospitais e clínicas de saúde e radiologia;
  • postos de combustíveis;
  • entre outros.

Como gerenciar o equipamento de proteção coletiva?

Você já viu até aqui, a importância dos equipamentos de proteção coletiva é enorme. Assim, além de protegerem os funcionários, eles ainda fazem bem à saúde da empresa, já que também reduzem o número de afastamentos, aumentam a produtividade e evitam as multas dadas à empresa.

Por isso, gerenciar os equipamentos de proteção individual é fundamental. Esse serviço deve ser realizado por profissionais especializados em EPCs. Assim, é de competência do gestor:

  • checar os impactos gerados na saúde e na segurança dos trabalhadores;
  • gerenciar as entregas dos equipamentos na empresa;
  • manter os EPCs ordenados por data de instalação;
  • manter o registro de informações dos riscos;
  • verificar a necessidade de manutenção;
  • observar a efetividade do equipamento;
  • verificar a capacidade de proteção;
  • anotar a economia gerada.

 

Tudo isso é feito por meio de um checklist simples que o profissional da SST adotará para avaliar os cuidados adotados com os EPCs.

Neste post você conheceu todas as informações importantes a respeito dos equipamentos de proteção coletiva e viu que, além de proteger a saúde dos funcionários, ele traz benefícios e até economia para a organização. Esperamos que o artigo seja de grande utilidade na sua empresa.

Agora que você aprendeu como gerenciar os EPCs, aproveite para conhecer as soluções em segurança do trabalho disponibilizadas pelo SOC.

Comentários

Para comprar soluções SOC

Whatsapp

Converse conosco para comprar soluções SOC.

Fale Conosco

Envie-nos e-mails com comentários, questões ou feedback

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Saúde ocupacional

  • Cadastro de Exame
  • Tela de Digitação Rápida
  • SOCAPP
  • Gestão de Convocação
  • Guia de Encaminhamento
  • Pedido de Exames
  • Licença Médica
  • Gestão de FAP

Segurança no trabalho

  • Cadastro de Risco
  • GHE
  • Entrega de EPI
  • CIPA
  • Registro de Ocorrência
  • Atividades
  • Cursos

Estrutura Organizacional

  • Empresa
  • Unidade
  • Setor
  • Cargo
  • Funcionário
  • Importação Modelo I

Configurações Gerais

  • Navegação
  • Comandos básicos
  • Usuários e Perfil de Acessos
  • Configurações Pessoais
  • Gestão de Avisos
  • Log de Ações
  • Restrição de IP
  • Pesquisa Avançada
  • Parâmetros de Empresa Principal
  • Parâmetros Gerais

eSocial

  • Portal eSOCial
  • Mensageria SOC
  • Interface Específica com outros Sistemas

SOC Net

  • Visão do Credenciador
  • Visão do Credenciado

Gestão eletrônica de documentos

  • SOCGED
  • Biometria
  • Assinatura Digital

SOC Indicadores

  • Power BI
  • Painéis de Gráficos

Financeiro

  • Tabela de Preços
  • Produto e Serviço

Integrações Web Service

  • SOC Integrador
  • Exporta dados

Personalizações

  • Cadastro Dinâmico
  • Tipos de Ficha
  • Modelos Personalizados
  • ASO, Funcionário, entre outros.

Relatórios

  • Relatórios Agendados
  • PCMSO
  • PPRA

Para comprar soluções SOC

Brasil

0800 888 8888

Ou veja a nossa lista completa de números locais

Chat online

Converse conosco para comprar soluções SOC ou para esclarecimento de dúvidas

Fale Conosco

Envie-nos e-mails com comentários, questões ou feedback