Blog

Síndrome de Burnout passa a ser considerada oficialmente uma doença ocupacional

7 de março de 2022

Compartilhe

OMS reconhece a Síndrome de Burnout como doença ocupacional, visto que está relacionada às relações de trabalho. Continue lendo para saber mais detalhes.

Conheça todos os detalhes da Síndrome de Bournout

A Síndrome de Burnout passou a ser considerada doença ocupacional pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A condição entrou em vigor no dia 01 de janeiro de 2022, com a vigência da nova Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID 11).

A doença mental está relacionada ao contexto de trabalho porque, segundo a OMS, é a resposta de um “estresse crônico associado ao local de trabalho que não foi adequadamente administrado”.

Além disso, o problema de saúde ganhou maior destaque e recorrência por conta da atual pandemia de COVID-19, afetando trabalhadores de diferentes profissões. No entanto, profissionais que desempenham dupla ou tripla jornada de trabalho são mais suscetíveis a desenvolver a Síndrome de Burnout.

Saiba mais sobre a Síndrome de Burnout e tire suas dúvidas

A origem da Síndrome de Burnout

A Síndrome de Burnout, também conhecida como a síndrome do esgotamento profissional, é um distúrbio psíquico descoberto por um médico americano chamado Freunderberger em 1974, após analisar seus colegas de trabalho que sofriam constantemente com desmotivação e mudanças de humor.

Segundo Freunderberger, a condição não aparece de repente. Os sintomas se manifestam após o indivíduo passar por situações desgastantes no trabalho. É uma espécie de esgotamento mental ligado a períodos estressantes de trabalho, que podem envolver sofrimentos psicológicos e problemas físicos.

O termo “burnout” pode ser caracterizado como “queimar de fora para dentro” ou “limite emocional ultrapassado”. Ou seja, os fatores externos causam forte impacto no interior (na mente) do indivíduo, trazendo o conceito de  Por isso, quem sofre com essa síndrome perde suas energias emocionais e físicas por conta de um contínuo desgastaste em relação ao seu trabalho.

As 3 principais dimensões de Burnout

A Síndrome de Burnout é resultado de um longo período de estresse, que envolve alta tensão emocional, estresse e exaustão. Ela possui três principais dimensões, ou seja, três grandes sintomas. São eles:

1. Exaustão emocional:

Profissionais que já não conseguem dar mais de si, pois já atingiram o seu nível máximo afetivo, sentindo falta de energia e esgotamento de recursos emocionais.

2. Despersonalização:

É o desenvolvimento de sentimentos e atitudes negativas, que podem envolver o cinismo ou certa distância em relação aos seus colegas de trabalho.

3. Falta de envolvimento pessoal no trabalho:

Por conta da constante evolução de sentimentos negativos em relação ao trabalho, o profissional passa a ter uma sensação de ineficácia e falta de realização.

Sintomas físicos e mentais:

  • Irritabilidade.
  • Agressividade.
  • Isolamento social.
  • Ansiedade.
  • Depressão.
  • Preocupação constante.
  • Mudanças bruscas de humor.
  • Ausências no trabalho.
  • Dificuldade de concentração.
  • Lapsos de memória (esquecimentos).
  • Baixa autoestima.
  • Dor de cabeça ou enxaqueca.
  • Dor muscular.
  • Palpitação.
  • Pressão alta.
  • Sudorese.
  • Insônia.
  • Crises de asma.
  • Distúrbios gastrintestinais

Diagnóstico e tratamento:

O diagnóstico deve ser feito por um psicoterapeuta ou psiquiatra, que provavelmente irá considerar a história do paciente e o seu envolvimento no trabalho bem como sua realização.

CTA - Ebook Grátis

O tratamento da Síndrome de Burnout inclui o acompanhamento psicológico e, eventualmente, o uso de medicamentos, como: antidepressivos.

Além disso, a realização de atividades físicas regulares e exercícios de relaxamento são recomendados para ajudar a diminuir e controlar os sintomas.

» Doenças Ocupacionais: quais são as mais comuns e o que fazer para evitá-las?

» Doenças relacionadas ao trabalho: Saiba como preveni-las.

O que muda para as empresas?

Em relação à gestão dos trabalhadores

A Síndrome de Burnout pode resultar em graves estados depressivos e episódios de ansiedade. Por isso, a prevenção é muito importante.

Em outras palavras, a inclusão da Síndrome de Burnout na CID 11 significa que as empresas devem priorizar a saúde e o bem-estar dos trabalhadores, mantendo um ambiente de trabalho em que as condições físicas e mentais sejam preservadas.

Para isso, é importante estabelecer um modelo de gestão de pessoas focado em oferecer a melhor experiência possível ao colaborador durante o período de relacionamento com organização (employee experience).

É necessário conscientizar sobre a empatia alheia, além de ter um canal de comunicação interno bem desenvolvido e aberto ao diálogo entre colaboradores e gestores, resultando na criação de conexões e melhor engajamento de ambos.

Em relação ao afastamento

Com a nova classificação (CID 11), caso um trabalhador reconheça os sintomas, é importante que busque um médico para uma análise profissional, em que será avaliado deve ou não ter o afastamento de suas funções.

Se sim, o trabalhador deve ter seus direitos trabalhistas e previdenciários assegurados caso o afastamento seja de até 15 dias. Depois desse período, o empregado deverá passar por uma perícia do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para que ocorra o custeio do afastamento pors tempo. Com isso, a empresa deverá abrir uma comunicação de acidente de trabalho.

» Importância da CAT para empregados e empresas.

Acompanhe o SOC nas redes sociais e fique por dentro de todas as novidades do software: FacebookInstagramLinkedIn e Twitter.

Comentários

Para comprar soluções SOC

Whatsapp

Converse conosco para comprar soluções SOC.

Fale Conosco

Envie-nos e-mails com comentários, questões ou feedback

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

Saúde ocupacional

  • Cadastro de Exame
  • Tela de Digitação Rápida
  • SOCAPP
  • Gestão de Convocação
  • Guia de Encaminhamento
  • Pedido de Exames
  • Licença Médica
  • Gestão de FAP

Segurança no trabalho

  • Cadastro de Risco
  • GHE
  • Entrega de EPI
  • CIPA
  • Registro de Ocorrência
  • Atividades
  • Cursos

Estrutura Organizacional

  • Empresa
  • Unidade
  • Setor
  • Cargo
  • Funcionário
  • Importação Modelo I

Configurações Gerais

  • Navegação
  • Comandos básicos
  • Usuários e Perfil de Acessos
  • Configurações Pessoais
  • Gestão de Avisos
  • Log de Ações
  • Restrição de IP
  • Pesquisa Avançada
  • Parâmetros de Empresa Principal
  • Parâmetros Gerais

eSocial

  • Portal eSOCial
  • Mensageria SOC
  • Interface Específica com outros Sistemas

SOC Net

  • Visão do Credenciador
  • Visão do Credenciado

Gestão eletrônica de documentos

  • SOCGED
  • Biometria
  • Assinatura Digital

SOC Indicadores

  • Power BI
  • Painéis de Gráficos

Financeiro

  • Tabela de Preços
  • Produto e Serviço

Integrações Web Service

  • SOC Integrador
  • Exporta dados

Personalizações

  • Cadastro Dinâmico
  • Tipos de Ficha
  • Modelos Personalizados
  • ASO, Funcionário, entre outros.

Relatórios

  • Relatórios Agendados
  • PCMSO
  • PPRA

Para comprar soluções SOC

Brasil

0800 888 8888

Ou veja a nossa lista completa de números locais

Chat online

Converse conosco para comprar soluções SOC ou para esclarecimento de dúvidas

Fale Conosco

Envie-nos e-mails com comentários, questões ou feedback